Sac Comigo:
0800 642 1500

Notícias

Chuvas Retardam Colheita De Milho Da Argentina

Data: 26/06/2019

“Rendimentos de safra na Argentina estão estabelecendo recordes este ano"


Chuvas recentes retardaram a colheita de soja e milho na Argentina, bem como o plantio da safra de trigo de inverno. De acordo com a Bolsa de Grãos de Buenos Aires, a situação da safra de soja 2018/19 é de 99,1% colhida com 150.000 hectares para colheita na província sulista de Buenos Aires e no norte da província do Chaco. 

Segundo Michael Cordonnier, da Soybean & Corn Advisor, Inc, nas regiões do norte, chuvas recentes e inundações localizadas atrasaram a colheita da soja por aproximadamente 15 dias. A situação da safra de milho na Argentina é de 44,2% colhida, o que representa um avanço de apenas 1,9% para a semana. Nas principais áreas de produção, o patamar do milho está em 90% ou 95% colhido com 40% ou 60% colhido no sul da Argentina e aproximadamente 10% colhido no extremo norte da Argentina. 

“Rendimentos de safra na Argentina estão estabelecendo recordes este ano. A safra de soja terminou muito forte, com rendimentos recordes em todo o país, que a troca de grãos da Bolsa de Mercadorias de Buenos Aires estima em 3.370 kg / ha (49.8 bu / ac). A The Grain Exchange estima a produção nacional de milho em 9.270 kg / ha (142,7 bu / ac), com os rendimentos nas áreas de produção de milho em 10.630 kg / ha (163,7 bu / ac)”, afirmou. 

Os produtores devem plantar 6,4 milhões de hectares de trigo e o plantio de trigo está 49,7% completo. “O plantio foi atrasado pelo clima úmido recente. Em muitas áreas da Argentina, as chuvas de junho estão acima do normal. Mesmo que a chuva tenha atrasado o plantio, o benefício de toda a chuva é que ela está fornecendo uma boa umidade do solo para o início da safra de trigo de inverno”, completa. (Fonte: AGROLINK -Leonardo Gottems)


Voltar